In my defence… also

Sempre fui “vidrada” nos Queen e, em particular, no Freddie. São a minha companhia de bons e maus momentos, de celebrações e de alturas de consolo. Este vídeo, sobretudo, faz-me chorar copiosamente. E, nos últimos tempos, tenho  necessitado de abrir as torneiras. Porque vivemos atrás de máscaras, mostrando ao mundo como somos duros, cidadãos de têmpera, toda a gente fica atónita quando quebramos e denunciamos a nossa fragilidade. E gelam porque, afinal, somos apenas humanos. Irónico! São capazes de nos classificar como os maiores estafermos à face da Terra, mas atribuem-nos superpoderes. Como se fossemos desprovidas de sentimentos, meras cabras que tornamos as vidas dos outros miseráveis, impiedosas torturadoras.

Em minha defesa digo-vos, tal como o Freddie, que sou apenas uma pecadora, que enfrenta os erros cometidos, coisa que nem todos fazem. No meu pequeno mundo, cada vez é mais difícil viver, os meus sonhos (que também os tenho!) esboroam-se à velocidade da luz.

Categorias Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close