Feliz Ano Novo!

Estamos próximos do final de um ano que, diga-se, não foi nada de especial. Balanço feito, estou ansiosa que termine e que o azar não perdure em 2016. Não me tornem supersticiosa, de molde a ir a correr comprar alhos, patas de coelho, figas e quejandos!

No meio de alguma catástrofe (que a houve), tantas coisas maravilhosas aconteceram, o que é natural, caso contrário, seria uma monotonia. Conheci gente boa, que me deu alento e mostrou o seu valor em diversas vertentes; conheci, igualmente, “aves raras”, dos dois géneros, feminino e masculino, que me colocaram de prevenção para o seguinte: um nome bem-sonante não é sinónimo de boa educação.

Pude crescer enquanto sapiens (esta expressão devo-a à minha mais recente leitura) e como cuidadora de outro ser: recentemente, dei por mim a declarar com tranquilidade e autoconfiança que estava totalmente dedicada à minha filha e que me sentia feliz assim. Estar apenas com a minha filha não me causa qualquer constrangimento porque não significa solidão. Pode-se estar só rodeada de gente. Já estive assim.

De modo que, este ano, eu e a minha cria comemoraremos a entrada em 2016 na companhia de quem mais importa – nós mesmas. Vamos estar no meio de gente, juntas, a apreciar o momento. E estaremos divertidas. Espero que os meus amigos também o estejam. Por isso, feliz ano de 2016 para todos nós!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close