Reflexões em modo menor

IMG_5923

Vim do pó, a ele retorno; quer lute muito, pouco ou nada. Para quê as máscaras, as armaduras que envergamos, se apenas nos alheamos dos outros e de nós?! Escondemos quem somos em aparências mais ou menos vistosas para nos protegermos, não baixarmos a guarda, e por medo de descobrirmos quem somos realmente. O nosso EU verdadeiro. E, paulatinamente, caminhamos para o isolamento, a nossa torre de marfim.

Simplifiquemos. Temos falhas. A nossa maior ambição não deve ser que gostem de nós, nos admirem. Que se lixem os outros! Que me chamem maluca. Que me importa. Não preciso do seu reconhecimento. Vamos começar por “arrumar a casa”. Depois, quem interessa, permanece. Os outros, eram apenas ruído.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close