A história de Engrácia

CAPÍTULO UM

    Apeteceu-me rabiscar um capítulo de novela rasca. Criei uma personagem, rasca, também pois então?! Um cliché, uma ex-freira, beata de igreja, que bate a mãozinha no peito a toda a hora, mas que, entretanto,  já conta com três casamentos no ativo, chorosa viúva de dois senhores de saúde de ferro, finados de um dia para o outro, misteriosamente,  e que, agora, goza as delícias de um matrimónio abençoado, com um respeitável senhor de bom aspeto, somente 23 anos mais novo. Mal se nota a diferença de idade, não fora a boa senhora arrastar os pezinhos, amorosamente amparada pelo seu marido, até ao BMW série 7, prendinha de casamento sua para ele.

D. Engrácia Ribeiro de Alencar estava feliz. Ainda de regresso da lua de mel, em Fátima, porque lhe fazia aflição voar, sentia-se em estado de graça. O seu querido Ricky, fofo diminutivo para Ricardo de Alencar, rodeia-a de todos os mimos e é tudo o que ela sempre quis ter: uma companhia.

Foi isso que lhe faltou com os anteriores maridos: Juvenal era mais velho e tinha duas irmãs, sempre lá metidas em casa. Reuniam-se com o maninho, à hora do chá, e Juvenal impreterivelmente pedia o Earl Grey e as bolachinhas húngaras que as manas, tão extremosas, traziam consigo.

– Gracinha, minha flor! Fazes um chazinho para os meninos, tu, que és tão querida? – pedia Juvenal, com um sorriso.

Pela cabeça de Engrácia, passava-lhe a vontade de lhe responder –  “E por que não vão essas duas múmias fazer-te a merda do chá, em vez de te estarem a dar graxa, meu grande imbecil, que só sabes falar de como és importante e essas tretas todas!”  – Mas, como era temente a Deus (seria mesmo, ou apenas era uma daquelas criaturas falsas como Judas?), fazia um sorriso rasgado, como se os levasse no coração e levantava-se prontamente, respondendo:

– Que falta de delicadeza da minha parte, Juvenal, querido! Valha-me Deus, nem devias ter necessidade de pedir! Mas que pensarão as minhas queridas cunhadas deste desmazelo? Vou já a correr. – E saía pressurosa, no seu passo pequenino, de perninhas curtas, anafadinha mas jeitosa nos seus 43 anos.

Uma vez na cozinha, desfazia a máscara e com um olhar de ódio, punha a chaleira ao lume e enquanto isso, bebia um golinho de vinho tinto que sempre trazia na sua garrafinha. Era um hábito do tempo em ajudava à missa, quando era uma jovem freira. Depois, metia à boca um rebuçado Dr. Bayard, para não se notar o hálito.

Cinco anos da sua vida desperdiçados naquela rotina de chás e manas, com o estupor do emproado do Juvenal. E ela que se tinha casado porque ele só falava das suas viagens. Pois, mas isso era dantes. Casou, calçou as pantufas. Grande porra, pensou D.Engrácia, aliviada por esse tempo já ter passado.

E que dizer dos onze anos passados com Alexandrino?! Uma verdadeira mortificação! Apesar do estafermo do velhadas ter um quarto de século a mais do que ela, Engrácia quase que quinava primeiro… de tédio. Mais um marido metido a intelectual, convencido de que o  mundo girava em torno dele e de que toda a gente lhe devia prestar vassalagem. Ainda por cima, brasonado! Foi o que se arranjou.

Inicialmente, não pareceu assim tão mal. Engrácia estava viúva havia dois anos; Alexandrino Morais de Lencastre tinha perdido a esposa há cerca de oito meses. Era um antigo conhecimento oriundo do círculo social que frequentava. Começaram a ver-se com mais regularidade porque Alexandrino, homem muito religioso, passou a ir diariamente à missa no mesmo horário que Engrácia. Bem falante, cortês, desocupado, depressa se viu convidado para pertencer à comissão que tratava dos assuntos da paróquia, convite que aceitou com agrado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close